Últimas informações úteis

lugesconta-header-novidades
⚠️Outsourcing Administrativo⚠️“Soluções à medida” que sejam mais eficazes e vantajosas para a sua empresa. Execução de tarefas administrativas, contabilísticas e financeiras específicas da sua Empresa, com o objetivo de reduzir ou eliminar estruturas existentes ou a implementar, reduzindo os custos e melhorando o desempenho da Empresa na execução das seguintes tarefas:– Emissão e controlo da Faturação;– Registo e controlo de contas correntes de Clientes e Fornecedores;– Registo e controlo de Compras e pagamentosSaiba mais aqui👇👇👇👇lugesconta.pt/servicos/#outsourcing Veja maisVeja menos
Dia Internacional do Obrigado! Veja maisVeja menos
⚠️Outsourcing Administrativo⚠️“Soluções à medida” que sejam mais eficazes e vantajosas para a sua empresa. Execução de tarefas administrativas, contabilísticas e financeiras específicas da sua Empresa, com o objetivo de reduzir ou eliminar estruturas existentes ou a implementar, reduzindo os custos e melhorando o desempenho da Empresa na execução das seguintes tarefas:– Emissão e controlo da Faturação;– Registo e controlo de contas correntes de Clientes e Fornecedores;– Registo e controlo de Compras e pagamentosSaiba mais aqui👇👇👇👇lugesconta.pt/servicos/#outsourcing Veja maisVeja menos
⚠️Balcão Digital Lugesconta⚠️Temos disponível um balcão digital para os nossos clientes, através da qual podem efetuar diversos procedimentos:– Submeter documentos, – Descarregar documentos, – Consultar documentos, – Consultar informação, – E muitas outras funcionalidades. Quer saber mais? Entre em contacto connosco:📲 244 838 361📧 geral@lugesconta.pt📌https://lugesconta.pt/ Veja maisVeja menos

SERVIÇO DE ENVIO DE RECIBOS DE VENCIMENTO

Rapidez e eficiência no envio de recibos de vencimento dos seus colaboradores
A Lugesconta disponibiliza novo serviço de envio de Recibos de vencimento dos seus colaboradores por Mail.
Uma das grandes vantagens do envio de recibos de vencimento por e-mail é a facilidade com que a informação chega ao destinatário, a rentabilização do tempo e a diminuição de custo com impressões.
Caso esteja interessado, entre em contacto connosco:
📲 244838361
📧 geral@lugesconta.pt

Simuladores das obrigações fiscais e parafiscais por atividade

lugesconta-novidades-informacoes-simuladores-fiscais

Vai criar ou já tem um negócio ou empresa e tem dúvidas relativamente às obrigações fiscais e parafiscais, condições de trabalho e legislação aplicável à sua ativiade? Na página eportugal.gov.pt tem acesso a um conjunto de simuladores preparados tendo por base cada uma das Fichas Técnicas e Fiscalização disponíveis, bem como a legislação aplicável em vigor. Saiba mais sobre as obrigações referentes à sua atividade, condições de trabalho e instalações, obrigações perante a Segurança Social e a Autoridade Tributária.

ACESSO À ATIVIDADE

Para verificar as obrigações referentes ao acesso à atividade junto da administração.

SIMULAR

 

INFRAESTRUTURAS E INSTALAÇÕES

Para verifcar as obrigações referentes às infraestruturas do estabelecimento e às condições das instalações

SIMULAR

 

EXPLORAÇÃO E FUNCIONAMENTO

Para verificar as obrigações referentes ao âmbito de funcionamento do estabelecimento (venda de tabaco, realização de espetáculos, direitos de autor, etc.).

SIMULAR

 

CONDIÇÕES DE TRABALHO

Para verificar as obrigações relacionadas com as condições de trabalho.

SIMULAR

 

SEGURANÇA SOCIAL

Para verificar as obrigações à Segurança Social.

SIMULAR

 

IMPOSTOS

Para verificar as obrigações fiscais

SIMULAR

Outras informações úteis

lugesconta-header-novidades
This message is only visible to admins.
Problem displaying Facebook posts.
Click to show error
Error: Server configuration issue

25 anos Lugesconta

Parabéns à Lugesconta,
nesta data querida,
muitos sucessos,
muitos anos de vida!🎂🥂

Ajudas de custo

lugesconta-novidades-informacoes-simuladores-fiscais

Ajudas de custo

(Portaria 1553-D/2008, de 31/12, após Decreto-Lei 137/2010, de 28/12)As ajudas de custo são importâncias atribuídas pela entidade patronal aos seus trabalhadores dependentes quando estes se desloquem ao serviço da entidade patronal e que se destinam a compensar os gastos acrescidos por essa deslocação (alimentação e alojamento) sem apresentação do documento de despesa.

Nos termos da Circular da DGCI nº 12/91, podem os valores das ajudas de custo fixadas para os membros do Governo servir de referência e ser abonadas, por entidades não públicas, aos colaboradores que exerçam funções e ou  aufiram remunerações que não sejam comparáveis ou reportáveis às dos trabalhadores em funções públicas.

Nas deslocações em território nacional só há direito ao abono de ajudas de custo nas deslocações diárias que se realizem para além de 20 Km do domicílio necessário e nas deslocações por dias sucessivos que se realizem para além de 50 Km do mesmo domicílio.

Deslocações Nacionais (Continente e Regiões Autónomas) Limite isenção IRS Limite isenção SS
Outros 39,83 39,83
Com vencimentos entre Niv. Rem. 9 e 18 (1 355,96 e 892,53 €) 43,39 43,39
Com vencimentos superiores a Niv. Rem. 18 (1 355,96 €) 50,20 50,20
Membros do governo ou equivalente no setor privado * 69,19 69,19
Deslocações Internacionais (no estrangeiro e ao estrangeiro) Limite isenção IRS Limite isenção SS
Outros 72,72 72,72
Com vencimentos entre Niv. Rem. 9 e 18 (1 355,96 e 892,53 €) 85,50 85,50
Com vencimentos superiores a Niv. Rem. 18 (1 355,96 €) 89,35 89,35
Membros do governo ou equivalente no setor privado * 100,24 100,24

* sempre que as funções exercidas ou o nível das respetivas remunerações sejam comparáveis ou reportáveis a estas categorias, ou seja, órgãos sociais (gerentes, administradores, conselho fiscal e outros cargos sociais).

Coeficientes a aplicar aos valores das ajudas de custo, consoante as horas de partida e de chegada

Decreto-Lei 106/98 de 24/04

Deslocações diárias
Que abranjam o período entre as 13 e as 14 h 25%
Que abranjam o período entre as 20 e as 21 h 25%
Que impliquem dormida 50%
Deslocações por dias sucessivos
Dia de partida
até às 13 h 100%
das 13 às 21 h 75%
após as 21 h 50%
Dia de chegada
até às 13 h 0%
das 13 às 20 h 25%
após as 20 h 50%
Restantes dias 100%

APOIO FAMÍLIAS – PLANO DE RESPOSTA AO AUMENTO DOS PREÇOS

O Conselho de Ministros aprovou dia 5 um conjunto de medidas excecionais para apoiar de imediato o rendimento das famílias tendo em vista a mitigação dos efeitos da inflação e do aumento dos custos energéticos.

Decreto-lei que estabelece:
  • A atribuição de um pagamento extraordinário no valor de 125 euros a cada cidadão não pensionista com rendimento até 2.700 euros brutos mensais;
  • A atribuição a todas as famílias, independentemente do rendimento, de um pagamento extraordinário de 50 euros por cada descendente até aos 24 anos que tenham a seu cargo;
  • O pagamento aos pensionistas de 14 meses e meio de pensões, em vez dos habituais 14 meses;
  • Prolongamento da vigência até ao final do ano da suspensão do aumento da taxa de carbono, da devolução aos cidadãos da receita adicional de IVA, e da redução do ISP.
Proposta de lei, a submeter à Assembleia da República, que estabelece as seguintes medidas:
  • Limitação a 2% da atualização máxima do valor das rendas das habitações e das rendas comerciais, no ano de 2023;
  • Criação de um apoio extraordinário ao arrendamento, através da atribuição de benefício fiscal sobre rendimentos prediais;
  • Redução do IVA no fornecimento de eletricidade dos atuais 13% para os 6%, medida em vigor até dezembro de 2023.
  • Aumentos das pensões, em 2023, de 4,43% para pensões até 886 euros, de 4,07% para pensões entre 886 e 2.659 euros; e de 3,53% para as outras pensões sujeitas a atualização.
Decreto-lei que permite, excecionalmente, o regresso dos clientes finais de gás natural com consumos anuais inferiores ou iguais a 10.000 m3 ao regime de tarifas reguladas.
O Governo determinou ainda o congelamento dos preços dos passes dos transportes públicos e dos bilhetes na CP durante todo o ano de 2023, assegurando a devida compensação a esta empresa e às autoridades de transportes.

Consulte informação completa aqui

25 Anos de Vida – Lugesconta

Nem sempre alguém se torna especial pela posição que ocupa

Mas muitos tornam especiais os lugares por onde passam

 

Ter uma empresa hoje é viver em constante batalha para sobreviver nesse mercado cada vez mais competitivo.

É por isso que comemorar um quatro de século é celebrar o resultado de muito trabalho, dedicação e profissionalismo.

Parabéns a todos!

Enfrentámos desafios, momentos inesperados e situações indesejadas.

Mas sempre tivemos motivos para comemorar! Com o valor individual de cada um e o trabalho em equipa de todos, conseguimos superarmo-nos.

O sucesso da nossa empresa deve-se ao esforço de cada um. Espero que o nosso espírito de equipa e de família se mantenha sempre aceso.

 

Plano de Recuperação e Resiliência

Plano de Recuperação e Resiliência

Plano de Recuperação e Resiliência português é um programa de aplicação nacional, com um período de execução até 2026, que vai implementar um conjunto de reformas e de investimentos que permitirão ao país retomar o crescimento económico sustentado, reforçando o objetivo de convergência com a Europa ao longo da próxima década.

Conselho Europeu, perante os graves impactos da pandemia nas economias europeias, criou o Next Generation EU, um instrumento estratégico de mitigação do impacto económico e social da crise, capaz de promover a convergência económica e a resiliência, contribuindo para assegurar o crescimento sustentável de longo prazo e para responder aos desafios da transição para uma sociedade mais ecológica e digital. É a partir deste instrumento temporário de recuperação que se desenvolve o Mecanismo de Recuperação e Resiliência, onde se enquadra este PRR.

O PRR é um plano de investimentos para todos os portugueses, que vai preparar o país para o futuro e encontra-se organizado em torno de três dimensões estruturantes:

Resiliência: melhoria da recuperação económica e do aumento da capacidade de reação e superação face a crises futuras e aos desafios associados, de forma transformativa, duradoura, justa, sustentável e inclusiva, sendo entendida no contexto PRR em todas as suas vertentes: resiliência social, resiliência económica e do tecido produtivo e resiliência territorial;

Transição Climática: melhor e mais sustentável aproveitamento dos recursos, aumento da produção de energias renováveis e descarbonização da economia e da sociedade;

Transição Digital: aumento das competências para que os portugueses possam tomar partido das ferramentas tecnológicas disponíveis, provenientes da crescente digitalização da atividade económica, maximizando a eficiência do seu trabalho e promovendo a participação num mercado mais inclusivo.

Estas 3 dimensões estruturantes concretizam-se em 20 componentes, 37 reformas e 83 investimentos, que serão implementados, seguindo o princípio de orientação para resultados baseados em marcos e metas.

As reformas e os investimentos totalizam 16.644 milhões de euros, distribuídos por 13.944 milhões de euros de subvenções (84% do total) e 2.700 milhões de empréstimos (16%).